24 de fev de 2011

ALGUÉM TEM ESSE TECIDO PARA VENDER???

Estamos acompanhando já há alguns meses, a restauração do Ford Landau 1976 série prata, pertencente ao Sérgio Saccomori, aqui de Passo Fundo. Você pode ver os primeiros posts AQUI e neste outro link AQUI.
Uma das maiores dificuldades dele e de outros antigomobilistas neste processo, é encontrar o tecido original de época, para refazer os assentos dianteiros e traseiros. No caso do Landau do Sacco, o banco original inteiriço, foi trocado por dois individuais, e neles foi utilizado o tecido de fábrica. Agora, foi comprado um banco original, e com as capas dos bancos que estavam no carro, um tapeceiro “das antigas” está refazendo tudo para garantir a originalidade.
Já existe uma polêmica em torno da origem do material dos bancos , pois algumas fontes dizem ser Jackard francês, enquanto outros citam a industria inglesa como fonte.
190220111867
Pois bem, em ambos os posts anteriores, leitores deixaram comentários pedindo informações sobre quem tem, quem sabe alguma notícia e se alguém quer vender o dito tecido( esse da foto ai acima). Esse tecido da imagem,  por sinal, tem uma história interessante: Ele estava há vários anos guardado com um mecânico passofundense de nome William, que não aceitava ofertas de compra, pois tinha a pretensão de reformar um Landau e utilizar-se do material.
Um outro antigomobilista, Elvoní Piaia Junior, chegou lá com o dinheiro na mão, e acabou arrematando as peças, que deverão ser lavadas e encaminhadas ao tapeceiro, já que teremos em breve, mais um Série Prata 76 rodando garboso…
Finalizando, queremos pedir aos antigomobilistas que nos acompanham, que se alguém tem informações sobre a origem verdadeira desse material, sabe meios de conseguir o produto novo ou usado, ou conhece alguém que tenha para vender, enfim, qualquer coisa a respeito, que por favor redija um comentário e ajude a quem precisa, para termos logo mais e mais Landaus rodando pelo país. O Sérgio Saccomori e o Elvoní Piaia Junior, conseguiram resolver a questão, mas tem mais gente precisando…



3 comentários :