23 de jul de 2011

ATOLAMENTO DE AVIÃO É MANCHETE NACIONAL

O aeroporto Lauro Kourtz, de Passo Fundo, precisou ser fechado no início da tarde de sexta-feira, em razão de um incidente envolvendo uma aeronave da empresa Avianca. Após a aterrissagem, por volta das 13h30, o piloto do voo 6178, vindo de São Paulo, tentou realizar o contorno fora do ponto de giro. O avião, com cinco tripulantes e 86 passageiros, saiu da pista e atolou o trem de pouso no barro provocado pelas fortes chuvas dos últimos dias.

A manobra não chegou a causar pânico, mas prejuízos, atrasos e transtornos com o cancelamento dos voos e fechamento do aeroporto. O incidente aconteceu a 200 metros da cabeceira da pista e a um quilômetro do local de desembarque. A direção do aeroporto utilizou veículos para remoção dos passageiros e das bagagens. Em sua primeira viagem de avião, o vereador do município de Paim Filho, Zilmar Pertille, que retornava de Brasilia acompanhado do vice-prefeito Alberto Cervinski, só ficou sabendo do fato quando o comandante fez o anúncio aos passageiros. “Ele disse que havia saído da pista, mas que o desembarque seria feito com tranquilidade ” relatou.

Com a interdição, foram suspensos um voo da empresa NHT vindo de Erechim com destino a Porto Alegre, e outro partícula da empresa Italac. O transtorno maior ficou por conta dos passageiros da Avianca, que retornariam no voo das 14h30, para São Paulo, na mesma aeronave. Logo após o anúncio, eles formaram filas em frente ao guichê da empresa em busca de uma solução. O saguão de espera ficou completamente lotado. Uma das mais revoltadas com a situação, a idosa Edi Luiza Datria estava preocupada em não perder o casamento da neta, marcado para a tarde deste sábado, em São Paulo. “Isso é uma barbaridade, atolar uma avião. Não adianta ir para Porto Alegre, se não há garantia de voo de lá para São Paulo” desabafou.

Já o consultor na área de segurança, Antônio Niel, lamentou o cancelamento. Com previsão de chegada às 16h30, no aeroporto de Guarulhos, ele já havia contratado um motorista para seguir viajem de carro até sua casa, em Barra Mansa, no Rio de Janeiro. “O valor da corrida seria de R$ 500. Agora vou ter de pagar essa despesa, sem contar que estou há três semanas longe de casa” afirmou. O chileno Rodrigo Aguila, 24 anos, também estava preocupado com o atraso. Engenheiro mecânico, ele retornava de Erechim e precisa cumprir compromissos segunda-feira, em Santiago.

Avianca

Funcionários da Avianca informaram aos passageiros que eles seriam acomodados em hotéis da cidade e levados para Porto Alegre em um ônibus fretado pela empresa, com saída prevista para às 4h30, deste sábado. De lá, partiriam em um voo da Tam para a capital paulista, marcado para às 10h40. Em nota oficial, divulgada pela a assessoria de comunicação a Avianca informou que quem permanecer em Passo Fundo poderá remarcar a data de embarque para os próximos sete dias, sem qualquer custo. “A empresa reembolsará os passageiros que assim preferirem também sem nenhum custo” diz a nota.

Interdição

Administradora do aeroporto, Clarice Teresinha Beffart diz que a remoção da aeronave deverá acontecer ainda hoje. Enquanto isso, o aeroporto permanece fechado. Segundo ela, no ano passado, outra aeronave já havia saído da pista ao realizar manobra semelhante, mas não chegou a atolar.

Repórter faz fotos exclusivas

O repórter da Rádio Uirapuru, Felipe Franco, conseguiu fazer fotos exclusivas do local onde o avião atolou. Ele seguiu de carro por uma estrada secundária, entrou a pé na pista e fez as imagens. Quando estava retornando para o veículo da rádio, três segurança o aguardavam. O jornalista foi levado para a direção do aeroporto e a máquina chegou a ficar retida. Um advogado da emissora negociou a liberação do equipamento com as imagens. Elas foram cedidas ao Jornal O Nacional para publicação e postagem no portal de www.onacional.com.br

(Matéria copiada na íntegra do jornal O Nacional, onde você pode ver mais fotos do ocorrido. Crédito da foto ao repórter Felipe Franco, da rádio Uirapurú de Passo Fundo)

avião atolado

Os comentários agora giram em torno da perícia do piloto, que conseguiu errar a manobra e atolar o pássaro, e logo aqui em Passo Fundo, “A capital do mundo”, hahahaha

3 comentários :

  1. Quem está chamando o piloto de barbeiro, que errou, não sabe o que estáfalando e só pode ser um ba ba cão.... simplesmente houve aquaplanagem e a aeronave saiu do controle do piloto. Isso não é comum, mas quando o aeroporto não presta, dá nessas coisas.

    ResponderExcluir
  2. bABACÃO É O ANONIMO AI DO COMENTÁRIO, POIS SEGUNDO A IMPRENSA NEM CHOVENDO ESTAVA NO DIA. HAVIA CHOVIDO NA SEMANA E POR ISSO A GRAMA ESTAVA MOLHADA. VAI TE INFORMAR ANTES...

    ResponderExcluir
  3. ESPERA UM MINUTO! AGORA SÓ PORQUE O CARA FOI NEGLIGENTE VÃO COLOCAR A CULPA NO AEROPORTO PRA TIRAR O DELE DA RETA?!?! QUAL É! VAMOS NOS RESPEITAR, O PILOTO FOI NEGLIGENTE E FOI POR ISSO QUE O AVIÃO ATOLOU!

    ResponderExcluir