4 de mai de 2012

Graham Paige Roadster 1928 é o “The Best in show” do XVII Encontro Paulista de Autos Antigos


     Terminada a exposição de veículos do 17º Encontro Paulista de Autos Antigos 2012, realizado no final de semana passado em Águas de Lindóia, os antigomobilistas esperaram ansiosos por este momento: a premiação, que só foi revelada na noite desta segunda (30), no Salão Imperial no Hotel Monte Real. Além dos 95 carros premiados por categoria, aconteceram as premiações especiais e a homenagem às pessoas que assinaram a ata de fundação da FBVA, que completou 25 anos.
     O “The Best in Show” contemplou o melhor automóvel clássico do encontro, que segundo os jurados, foi o Graham Paige Roadster 1928, de Marcos Vinícius Meduri. “Todo ano trago um carro diferente. Sempre debuto meus carros aqui”. Marcos tem cerca de 40 veículos antigos, todos da década de 20. Marcos também foi premiado com um Hupmobile Phaeton 1923: “Todo ano bato na trave no The Best. Esse ano tinha certeza que ganharia com um dos dois”.


    Já o “The Best Nacional José Everardo Rodrigues Cosme” premiou o melhor carro brasileiro, pertencente a Brenno Russio: um Puma GTE exportação de 1972. “Fico honrado em ver o trabalho que fiz no carro recompensado”, conta Brenno, que possui o Puma há seis anos e demorou três anos restaurando o carro.


     O “Prêmio Master Regional FBVA José Aurélio Affonso” contemplou o veículo que pertence a um sócio de clube e membro da FBVA da região anfitriã do evento ou que estivesse com a mesma família há mais tempo. O escolhido foi um Ford F600 de 1959, de Antônio Soares Ribeiro. “A família inteira se construiu através do caminhão. Ainda bem que conseguimos manter esse amigo por mais de 50 anos. E foi meu avô que sustentou esse caminhão. Por todo esse tempo, o crédito é dele”, agradeceu Antônio Carlos Ribeiro Neto, que acompanhou o avô na solenidade.
     O “Prêmio Cláudio Borrego” premiou João Antônio Rechtenwald, presidente do Clube do Automóvel Antigo de Santos, por ser um colecionador que contribui para o meio. O “Troféu Flávio Marques” premiou o Alfa Romeo Giulietta Spider de 1962, de Emanuel Sveibil, carro este escolhido pela família do colecionador Flávio Marques.


O VW de Wilson Fittipaldi, único Volkswagen dois motores do mundo, também recebeu uma homenagem especial.












Um comentário :

  1. Segundo consta, este Graham Paige Roadster 1928 fazia parte do legendário acervo do Og Pozzoli, que vem sendo, discretamente, desmantelado, para tristeza dos que já puderam ver todos os carros reunidos na Casa Vermelha

    ResponderExcluir