23 de abr de 2013

FIAT 147L - UM SOBREVIVENTE MUITO VIAJADO

Tivemos hoje uma grata surpresa, ao cruzar com um dos veículos que foi símbolo nacional de economia e versatilidade entre a segunda metade da década de 1970 e grande parte da década de 1980 do século passado!
 Estamos falando do Fiat 147 L, com motor 4 cilindros de 1050 cilindradas, primeiro carro produzido no Brasil pela montadora italiana,e que começou a ser comercializado por aqui em 1976. O exemplar que encontramos, ano 1979 na cor branca, pertence ao Ivson Filipak, que o adquiriu há cerca de seis anos atrás, em Maringá, no norte do Paraná.
Como trabalha no ramo agrícola, o Ivson já residiu em diversos locais, e nesta ultima meia década, o fiel 147 L lhe acompanhou "na bagagem" em suas passagens por Londrina/PR, Goiânia/GO, Rondonópolis/MT, Guarapuava/PR, e finalmente aqui em Passo Fundo/RS.
 O pequeno Fiat recebeu pequenos upgrades em seus 34 aos de existência, sendo na parte externa, rodas de aro 13" modelo "cruz de malta" com pneus 165, e um par de faroletes Cibie Sierra II.
 as lanternas traseiras ainda são originais, apenas as lentes brancas de marcha a ré foram substituídas por um par novo em folha.
 Na parte interna do 147, as modificações foram um pouco maiores, mas tudo dentro dos padrões FIAT de época. Foi instalado um painel do modelo Rallye, com marcadores de combustível, temperatura do motor, velocímetro apenas com odômetro total e do lado direito um conta-giros!!!
 No cofre do motor, tudo cem por cento original em termos de mecânica. Até mesmo o estepe utiliza pneu na medida 145/13, pois outro maior, não permite o fechamento do capô...
 No meio do painel, outra concessão a modernidade presente nos modelos Rallye, ou seja, voltímetro e pressão do óleo do motor. Rádio, atualmente não existe no carro, pois na época o fabricante não projetou lugar específico. Os proprietários de outrora, ou recortavam o painel do lado direito, ou instalavam embaixo do painel, trancando as passagens de ar centrais para os pés de motorista e passageiro!!!!
 O porta-luvas, sem tampa permanece original. Note que as forrações de porta possuem alto-falantes, pois em determinada época, o carro teve som!!!!!
 O logotipo do capô traseiro do pequeno 147 L.
 para-choques  muito íntegros com os Cibié Sierra II para melhorar a parca iluminação fornecida pelos faróis originais...
Outra concessão de época do simpático carrinho, são os bancos Procar Dez em courvin, muito melhores do que os originais, que demoliam com as costas de qualquer motorista!!!!
O Fiat 147 L do Ivson, não é poupado nem mesmo de longos trechos. O proprietário trabalha com veículo da Empresa durante a semana, mas nas folgas, utiliza direto o carro, que recentemente fez trecho de mais de 1.500 quilometros entre Passo fundo e o Uruguai, com quatro adultos dentro e na volta, porta-malas carregado!!!!
O Fiat 147 foi sucesso por anos, e na época considerado bom carro, pena que hoje não existam mais muitos modelos disponíveis, ainda mais no estado deste aqui. Para descontrair, admire a foto abaixo, com dois adultos com mais de 1.80 de altura sentados nos bancos dianteiros, hehehehe
O Ivson Filipak atualmente está restaurando um Chevrolet Opala Diplomata 1982 4.100, mas não pretende se desfazer do seu velho e fiel companheiro...Só garantiu que não deixa mais os dois brutamontes ai da foto, entrarem de novo no 147....

Nenhum comentário :

Postar um comentário