19 de fev de 2014

DODGE CHARGER R/T, MAIS UM SALVO DO FERRO VELHO!!!

É comum termos noticias dos famosos "Barn Finds", ou encontrados em fazendas, no que se relaciona a carros antigos, principalmente na Europa e nos Estados Unidos. Aqui no Brasil, de uns anos para cá, ficou cada vez mais difícil encontrar raridades, principalmente porque a maioria delas, já foi resgatada em um momento ou outro.
Esta semana, chegou à Passo Fundo, um legítimo Dodge Charger R/T 1973, que durante anos esteve parado numa garagem de uma cidade  da serra gaúcha. O Dojão, pertencia a um senhor que não queria saber de vendê-lo, apesar de não utilizar o carro. Após seu falecimento, os filhos  sem vontade e condições de restaurar o veículo, acabaram por negociar o carro, que ficou mais um bom tempo, com o segundo dono, que por ter projetos de restauração mais urgentes e já programados, não fez a restauração que o R/T merece.
 O trabalho de garimpo de peças e informações, começa em breve, e pela parte mecânica, pois o motor instalado no veículo, ostenta a cor azul, do Dart, ao invés do dourado característico da linha Charger...
 A lataria do carro é muito íntegra, apenas este canto dianteiro e outros pequenos pontos precisarão de funliaria...
 O teto de vinil, pela ação do tempo, está com suas bases laterais traseiras danificadas. Vai ser trocado inteiro...
 90 por cento dos frisos do veículo são originais e em otimo estado. Apenas os do para brisas traseiro deverá ser substituído.
 As caixas de roda, tradicionalmente os piores pontos da linha Chrysler para a formação de ferrugem, por incrivel que pareça estão em ótimas condições...
 frontal com a emblemática grade de faróis escondidos, em bom estado, e uma curiosidade, o veículo apresenta faroletes quadrados, com suportes que parecem ter saído de fábrica, mas não temos conhecimento da disponibilidade desse acessório na linha...
 painel original, com o aplique de madeira também existente no console, e sem recortes no espaço para o rádio AM, ausente no Dodge.
 o volante deverá ser restaurado. os instrumentos funcionam!!!! a quilometragem do odômetro, é de apenas 73 mil quilômetros rodados.
 ornamento do capô traseiro, apresenta amassados, mas de fácil restauro...
 porta-malas no estado em que veio, com algumas almofadas estranhas, e sobre-aros das rodas 14".
 estepe original com pneu diagonal de época.
 a logotipia do Charger R/T está em boas condições...
 Os forros laterais traseiros, são da linha de luxo da Chrysler na época, provavelmente vieram de outro Dodge...

Os bancos, de couro no modelo, deverão ser refeitos na íntegra, pois foram encapados com tecido e estão em mau estado.
O trabalho neste Charger, deve demorar um pouco, pois primeiro, será colocado para rodar, com acertos de mecânica, com revisão do motor, freios, suspensão e etc. Depois será feita a compra de peças, para finalmente, ser restaurado a contento!!!
Desejamos boa sorte ao novo proprietário, o empresário Ismael Culau, que terá em mãos, depois de muito trabalho e dedicação, um legítimo esportivo nacional da década de 70!!!

Nenhum comentário :

Postar um comentário